segunda-feira, 23 de outubro de 2017

15ª Edição da revista Cumbuca

15ª edição já está nas ruas contribuindo com a cultura sergipana
Foto arte: Segrase.

Nova edição da Revista Cumbuca
                                                                             
A Empresa de Serviços Gráficos de Sergipe – Segrase – através da Editora Diário Oficial do Estado de Sergipe – Edise – apresenta a 15ª edição da revista Cumbuca... 

Criada em 2012, a revista tem periodicidade trimestral, oferecendo ao leitor, conforme o editor da Cumbuca, Amaral Cavalcante, um conteúdo que busca revelar aspectos da cultural local. “Nosso objetivo é promover a cultura sergipana em seus diversos aspectos e para isso, conta com colaboradores de diversos talentos”.

Em cinco anos de existência, a Cumbuca tratou dos mais diferentes temas. Nesta edição, o historiador Murilo Mellins relembra um tempo em que se ouviam muitos assovios na cidade, um ato considerado costume elegante que também servia para galanteio entre os jovens da época. A designer Gabi Etinger elabora a capa desta edição de forma marcante, pois capta cada detalhe do texto de Murilo. O artista plástico Antônio da Cruz faz um estudo sobre a vida, obras, técnicas, temas e trajetória do artista plástico Crec Leão.

O artista plástico Anselmo Rodrigues é lembrado pelo marchand Mário Britto. A culinária sergipana é outro tema abordado na revista pelo jornalista Djenal Gonçalves Filho, que traz em seu texto os hábitos e curiosidades da nossa culinária de forma bem divertido. Já a jornalista Cândida Oliveira escreve sobre a História da fotografia lambe lambe em Aracaju e suas modificações ao longo do tempo.

O cantor Sergival é a personalidade sergipana retratada no texto de Ronaldson Souza. O texto de Maria Adélia Mota da Silva relata o sucesso da obra ‘Essa Menina’, o livro é a estréia literária da escritora Tina Correia. Os poetas Anthony Ribeiro e Udilson Soares apresentam na Cumbuca 15 suas poesias.

O jornalista Nestor Amazonas trata do início da televisão em Sergipe. O pesquisador Thiago Fragata nos apresenta o sergipano Xavier de Assis, dono da primeira livraria instalada em nosso estado, em 1907. E por fim, a história política da cidade sergipana Rosário do Catete, contada pelo pesquisador Adailton Andrade.

Para o presidente da Segrase, Ricardo Roriz, a revista tem sempre um olhar contemporâneo e o “compromisso de, a cada edição, levar informação e estímulo à reflexão”. A publicação pode ser encontrada na sede da Segrase, na Livraria Escariz ou em plataforma digital de forma gratuita no site da Empresa

 Acompanhe também o SE Notícias no Twitter, Facebook e no Instagram

Texto e imagem reproduzidos do site: senoticias.com.br

IV Bienal do Livro de Itabaiana (2017)



IV Bienal do Livro de Itabaiana

Imagem simplesmente ilustrativa,
postada pelo blog 'Isto é SERGIPE'.

Publicado originalmente no Facebook/Amaral Cavalcante, em 22/10/2017

De um breve giro na Bienal do Livro
Por Amaral Cavalcante.

Um evento como a Bienal do Livro de Itabaiana dá-nos orgulho de ser sergipano.

Se a multidão de leitores ávidos por livros impressiona, que dizer do enorme contingente de escritores com obras que vão da ficção científica ao romance caboclo, do humor ao terror, dos relatos memorialistas à literatura infanto juvenil.

E isto numa cidade do interior - progressista, é bem verdade - mas muito pouco alcançada pelas políticas públicas de incentivos às lides culturais que, ainda timidamente, ocorrem na capital.

O evento, promovido por iniciativa da própria sociedade local, revela, a cada edição, a força da nova intelectualidade sergipana que flui espontânea e cresce generosa, a despeito da nossa provincial indiferença.

A surpresa dessa realidade insofismável obriga-nos a repensar o papel do poder público como incentivador e difusor da cultura local.

Texto reproduzido do Facebook/Amaral Cavalcante. 

domingo, 22 de outubro de 2017

Registro: Exposição de carros antigos, na IV Bienal do Livro de Itabaiana


Publicado originalmente no site Itnet, em 19/10/2017.

Exposição de carros antigos estará mais uma vez na programação da IV Bienal do Livro de Itabaiana

A exposição ocorrerá no sábado, 21, a partir das 10 hs, no estacionamento do Shopping Peixoto.

Por Redação do Portal Itnet

Sucesso em edições anteriores, mais uma vez a exposição de carros antigos será um dos eventos da IV Bienal do Livro de Itabaiana, que terá início amanhã, 20, e vai até o dia 22 no Shopping Peixoto, em Itabaiana. Este ano a exposição homenageará Zé da Baleia, um sergipano apaixonado por carros antigos.

A exposição acontecerá no estacionamento do Shopping Peixoto no sábado, 21. Confira a programação:

10:00 - Abertura da Exposição
16:00 - Entrega dos Troféus
16:20 - Desfile
17:00 – Encerramento

 QUEM É ZÉ DA BALEIA?

José Antônio de Almeida, o Zé da Baleia é natural de Frei Paulo; tem 82 anos e é apaixonado desde de criança por carros antigos. Caminhoneiro com mais de 50 anos de Rio-Bahia, aposentado, hoje se dedica à sua coleção de carros antigos.

Texto e imagem reproduzidos do site: itnet.com.br

sábado, 21 de outubro de 2017

Professora da UFS é indicada a prêmio nacional

Michele concorre pelo seu trabalho à frente do Jornal Contexto,
do curso de Comunicação Social/Jornalismo da UFS.
Foto: Facebook pessoal.

Publicado originalmente no site Infonet, em 21/10/2017.

Professora da UFS é indicada a prêmio nacional

O prêmio busca homenagear professores da área da comunicação

Ter o seu trabalho reconhecido é sem dúvida um dos principais objetivos de qualquer profissional, e com aqueles que detém o dom de ensinar não é diferente. Reconhecida pelo seu trabalho à frente do Jornal Contexto, do curso de Comunicação Social/Jornalismo, da Universidade Federal de Sergipe (UFS), a professora Michele Amorim Becker, foi indicada por seus alunos e agora está concorrendo ao prêmio de melhor coordenadora de Jornal Laboratorial da região Nordeste.

O prêmio Professor Imprensa, que está em sua terceira edição, é uma iniciativa do Portal e Revista Imprensa, e busca homenagear os professores e projetos inspiradores da área da comunicação no Brasil.

A professora da UFS concorre à premiação com outros dois professores, um da Universidade Federal da Paraíba e outra da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Segundo ela, o fato de ter conseguido o reconhecimento dos alunos já é uma grande vitória. “Foi uma surpresa e ao mesmo tempo uma honra. Ser indicada pelos meus alunos vale mais do que um prêmio”, afirma. “Estou torcendo para que no fim, a gente consiga trazer esse prêmio para Sergipe”, completa.

O prêmio

Na 3ª edição do prêmio, 249 professores de 112 instituições de norte a sul do país foram indicados nas categorias Professor Universitário, Orientador de TCC e Coordenador de Jornal Laboratório.

O prêmio é dividido em três fases. A primeira delas ocorre por indicações, onde os alunos podem sugerir nomes que tenham sido inspiradores e marcado sua trajetória no curso de Comunicação. Na segunda etapa, uma comissão verifica quais foram os nomes indicados e que avançarão à fase final.

Finalizada as duas primeiras etapas, a votação abre para o voto popular, que finalmente definirão os vencedores desta edição.

Votações

As votações seguem abertas até o dia 31 de outubro e qualquer pessoa pode participar. Para votar na professora da Universidade Federal de Sergipe basta entrar neste link e confirmar o voto pelo e-mail cadastrado. O resultado sai em novembro.

Por Yago de Andrade

Com informações do Portal Imprensa.

Texto e imagem reproduzidos do site: infonet.com.br

Sesc realiza oficinas gratuitas de teatro

As inscrições são gratuitas e realizadas no SESC.
Foto: Pritty Reis.

Publicado originalmente no site Infonet, em 18/10/2017.

Sesc realiza oficinas gratuitas de teatro

As inscrições são gratuitas e realizadas no SESC

O Sesc abriu inscrições para oficinas de confecção de Máscaras para Teatro e Iniciação ao Teatro de Rua, com Felipe Mascarello, Gustavo Floriano, Rogério Alves e Thayres Diniz. As aulas acontecem nos dias 20 e 21, das 08 às 12h, na Unidade Centro, localizada à Rua Senador Rollemberg, 301, Bairro São José.

Para a oficina de máscaras as vagas são limitadas a 15 participantes e para teatro de rua o máximo chega a 25 pessoas. As inscrições são gratuitas e realizadas na central de atendimento do Sesc.

Conteúdo 01 – criação e confecção de diferentes máscaras (neutra e expressiva, meia máscara e nariz), jogos teatrais com o uso de máscaras, ritmo, personagem e triangulação.

Conteúdo 02 – será utilizada a técnica do teatro de rua direcionada para a composição de personagens, preparação corporal e vocal, a partir de experimentos práticos.

Mais informações 3216-2726 na coordenação de cultura do Sesc/Se.

Fonte: SESC

Texto e imagem reproduzidos do site: infonet.com.br

Albano Franco lança livro no Museu da Gente Sergipana

 Albano Franco recebeu amigos, políticos e empresários.

 Sessão de autógrafos foi bastante concorrida.

 Este é o segundo livro do empresário
 e ex-governador de Sergipe.

Ancelmo Góis assina o prefácio do livro de Albano.
Fotos: Pritty Reis/Secult.

Publicado originalmente no site da SECULT, em 20 de outubro de 2017

Albano Franco lança livro no Museu da Gente Sergipana

O empresário e imortal da Academia Sergipana de Letras, Albano Franco, lançou nesta quinta-feira, 19, no Museu da Gente Sergipana, seu novo livro “Artigos Globais e outros textos esparsos”. A obra é uma coletânea de artigos sobre negócios, economia, investimentos e diversos temas de interesse e atualidade do país, publicados na imprensa nacional e local, além de palestras e pronunciamentos.

Em seu discurso Albano agradeceu a presença de políticos, empresários, amigos e personalidades da sociedade sergipana, além de falar um pouco mais sobre a obra. “Este livro está dividido em duas etapas.  Na primeira, inserimos todos os artigos de minha autoria publicados no Jornal O Globo nos últimos dez anos. Na continuação temos textos de palestras e pronunciamentos. Está tudo aqui, inclusive fatos sobre a história da minha família, que não poderia deixar de mencionar”, explicou.

A obra conta com o prefácio de autoria do consagrado jornalista Ancelmo Góis, do Jornal O Globo, que esteve presente no lançamento e destacou qualidades do amigo de longa data. “O Albano político e líder empresarial Sergipe e o Brasil conhecem. Eu conheço um outro Albano, amigo, generoso, agregador, cativante. Ele simboliza pra mim uma ponte que liga pessoas, que desfaz atritos. Essas são qualidades que, ao meu ver, devem ser celebradas mil vezes”, pontuou.

Representando o Governo do Estado, o vice-governador Belivaldo Chagas, lembrou que Albano é uma figura que está sempre retratando Sergipe. “Este é um momento que todos nós sergipanos fazemos questão de participar, de vir cumprimentá-lo pelo seu novo livro. Aqui estou também representando o governador Jackson Barreto. Albano é uma figura que representa a todos nós no cenário nacional, um amigo, ex-governador, ex-senador e um empreendedor extremamente bem relacionado”, disse.

Para o superintendente executivo da Secult, Irineu Fontes, o livro de Albano é uma oportunidade para os sergipanos conhecerem um outro lado do ex-governador. “Albano tem uma importância enorme no cenário político e econômico do Brasil. Além disso, ele é um intelectual, membro da Academia Sergipana de Letras. Os textos que ele vem escrevendo para os jornais ao longo dos anos mostram sua preocupação com o Brasil, através de análises e sugestões sempre muito pertinentes”, frisou.

Esta é a segunda obra de Albano Franco e nela o autor analisa e opina sobre a conjuntura político-econômica e defende propostas de geração de emprego, retomada do desenvolvimento com investimentos em projetos produtivos e estruturantes. A primeira, “Minha Trajetória na Confederação Nacional da Indústria: Contra Recessão e pelo Desenvolvimento”, foi lançada em 2013, focalizando as realizações na Presidência da CNI, no período de 1980 a 1994.

Texto e imagens reproduzidos do site: cultura.se.gov.br

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Edise participará da Bienal do Livro de Itabaiana

A Editora do estado vai expor mais de 40 obras.

Publicado originalmente no site infonet, em 19/10/2017.

Edise participará da Bienal do Livro de Itabaiana

A Editora Diário Oficial de Sergipe (Edise) vai participar da IV Bienal do Livro de Itabaiana entre os dias 20 e 22 de outubro. Nesta edição, o estande da Edise, que é um órgão suplementar da Empresa de Serviços Gráficos de Sergipe (Segrase), vai ficar na Praça dos Escritos, no Shopping Peixoto. A editora vai expor mais de 40 títulos que foram publicados entre os anos de 2011 e 2017. Ao todo, o público vai ter acesso a 500 exemplares.

No primeiro dia de programação, 20, o presidente da Segrase, Ricardo Roriz, vai ser um dos homenageados com o Troféu Falcão de Ouro, que é uma forma dos organizadores da Bienal reconhecerem quem estimula a literatura e cultura sergipana. Além da Edise, a Segrase também comanda as publicações do Diário Oficial do Estado de Sergipe e a Certificação Digital.

Na sexta-feira, dia 20, as escritoras Aldenise Cordeiro e Márcia Barbosa participam de um bate-papo com os leitores no estande da Edise. Às 16h, Aldenise Cordeiro fala da pesquisa sobre o 13º Grupo Escoteiro Uirapuru (GEU), em Sergipe, que resultou no livro ‘O Canto do Uirapuru: mulheres no movimento escoteiro’. Às 18h, a professora Márcia Barbosa apresenta os resultados da dissertação de mestrado que estão no livro ‘Representação de homossexuais nos livros didáticos de história’.

A programação da Segrase na Bienal de Itabaiana continua no sábado, dia 21. Às 17h, o editor da Revista Cumbuca, Amaral Cavalcante, participa de um talk show no Espaço Zannix para falar do processo de produção a única revista cultural de Sergipe. Logo após, a assessora de comunicação da Segrase, Cândida Oliveira e o coordenador da Hemeroteca, Wallace Nascimento, falam do papel da Imprensa Oficial no estado.

O presidente da Segrase, Ricardo Roriz destaca a importância da participação da Edise no evento. “A Editora do Governo do Estado não poderia ficar de fora da Bienal de Itabaiana, vamos apresentar aos sergipanos o que temos de melhor em termos de literatura. Apenas este ano a Editora já lançou 21 obras, o que demonstra o compromisso do Governo do Estado em aproximar o leitor da cultura”.

A Bienal

O tema desta edição da Bienal do Livro de Itabaiana é ‘Venha Viajar Com A Gente’. O evento, que é o único do gênero em Sergipe, vai reunir 50 mil pessoas, lançar 300 livros e conta com a participação de 60 escolas. Durante os três dias do evento, o público vai ter a chance de conhecer a literatura sergipana nos estandes e nas 32 palestras programadas.

A primeira edição aconteceu em 2011 ainda como uma forma mista de bienal do livro e encontro cultural. Os criadores estavam preocupados com a distribuição e visibilidades dos escritores locais que não conseguiam chegar às prateleiras das livrarias. Desde então, a estimativa de público aumentou de 10 mil para 50 mil pessoas.

Fonte e foto: ascom Segrase

Texto e imagem reproduzidos do site: infonet.com.br

IV Bienal do Livro "está bombando"...






Publicado originalmente no site Itnet, 20/10/2017

IV Bienal do Livro "está bombando". 

Saiba o que já aconteceu no primeiro dia do evento.

Várias pessoas e entidades já foram homenageadas com o Troféu Falcão de Ouro.

Por Redação do Portal Itnet

Teve início por volta das 10 hs de hoje, 20, a IV Bienal do Livro de Itabaiana, que acontece no Shopping Peixoto até o domingo, 22. Dentre as atrações, na manhã de hoje já houve a entrega do Troféu Falcão de Ouro, que homenageia itabaianenses e sergipanos que de alguma maneira contribuem para a cultura da cidade serrana.

Além disso, os stands já estão abertos e o movimento é bastante intenso no Shopping. Apresentações de teatro, música, dança e várias manifestações artísticas e culturais de Sergipe estão sendo enaltecidas na IV Bienal. 

A TV e o Portal Itnet transmitem ao vivo os principais momentos da IV Bienal. Venha viajar com a gente!...


Texto e imagens reproduzidos dos sites: YouTube e itnet.com.br

Troféu Falcão de Ouro homenageará ícones da cultura

Escritor Aderaldo Luciano

Publicado originalmente no Portal Infonet, em 17/10/2017.

Troféu Falcão de Ouro homenageará ícones da cultura

O maior evento cultural acontecerá de 20 a 22 de outubro

Pessoas e entidades que contribuem com a formação da cultura sergipana, fomentando a leitura e levando pessoas a viajarem através das páginas dos livros serão homenageadas pela organização da IV Bienal do Livro com a entrega do Troféu Falcão de Ouro. O maior evento cultural de Sergipe acontecerá de 20 a 22 de outubro, no Shopping Peixoto, em Itabaiana.

O troféu que agraciará 30 ícones da cultura sergipana foi desenhado pelo escultor Zeus e ganhou forma sendo esculpido por Alloy Semijoias. A escolha do falcão remete as belezas naturais da cidade, já que a ave é nativa da Serra de Itabaiana e a cor da estátua relembra as riquezas minerais que tornaram a cidade famosa pelo comércio.

De acordo com o organizador da Bienal, Honorino Júnior, o troféu foi uma forma de agradecer em vida estas pessoas que fomentam a cultura. “Vários poetas, cordelistas, escritores, professores e simplesmente incentivadores da cultura estarão sendo homenageados com o Falcão de Ouro, símbolo das belezas naturais de Itabaiana e da força do nosso comércio”.

Natural da Paraíba, mas com passagem por Sergipe, lugar onde despertou seu interesse pela cultura do Baixo São Francisco, o poeta, escritor, pesquisador e estudioso do cordel brasileiro, Aderaldo Luciano, será um dos homenageados com a comenda. “Atualmente resido no Rio de Janeiro, mas não irei perder a oportunidade de participar desta grande feira literária. Em 1983, quando fui morar em Propriá, tomei gosto pela literatura e hoje tenho vários livros escritos”.

Outro homenageado, Lucas Lamonier, nascido no Sertão sergipano, apaixonado pelos livros desde a infância começou a escrever tendo como inspiração a sua terra.  Para ele, a exaltação da cultura regional através da literatura é de grande valia. “É um misto de emoções. O Troféu Falcão de Ouro não só nos deixa felizes pelo reconhecimento ao nosso incansável desafio de difundir a cultura letrada do nosso lugar, mas reforça esse compromisso e confiança em nós depositados”.

Homenageados

ADERALDO LUCIANO – Professor e Cordelista
ANDERSON ALMEIDA – Historiador e Presidente da Sofiva
ANSELMO ROCHA – Escritor
ANTÔNIA AMOROSA – Escritora e Cantora
ANTÔNIO SILVA – VIRMAN – Escritor
CLÓVIS BARBOSA – Escritor e Presidente do TCE
CRIS SOUZA – Poeta e Educadora
ÉZIO DÉDA – Poeta e Diretor Superintendente do Instituto Banese
INÊS RESENDE – Professora e Escritora
INFOGRAPHICS – Gráfica e Editora
JOÃO PAULO CARVALHO – Professor e Escritor
JORGE CARVALHO – Professor e Secretário de Estado da Educação
JOSÉ DE ALMEIDA BISPO – Historiador
JOUBERTO UCHÔA – Patrono da Bienal
JUSSANE TELES – Professora e Ativista Cultural
LUCAS LAMONIER – Professor e Escritor
LUCIANA MONTEIRO – Shopping do Estudante
MARIA MENDONÇA – Deputada Estadual
MESSIAS PEIXOTO – Empresário e Escritor
OLIVIER CHAGAS – Sec. de Est. do Meio Ambiente e Recursos Hídricos
PEDRINHO DOS SANTOS – Pesquisador e Historiador
RICARDO RORIZ – Diretor – Segrase
RUSSEL BARROSO – Escritor e Professor
SALETE NASCIMENTO – Cordelista
SICREDI – Sistema de Crédito Cooperativo
SOLANGE GAMA – Escritora e Professora
SUPERLUX – Comunicação Visual e Mídia Exterior
TINHO SANTANA – Professor e Escritor
UCAS – União dos Clubes de Carros Antigos de Sergipe
VALMIR DOS SANTOS COSTA – Prefeito Municipal de Itabaiana
VICENTE DO CAPUNGA – Ativista Cultural

Fonte e foto: assessoria do evento

Texto e imagem reproduzidos do site: infonet.com.br