quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Peregrinação ao Santuário de Divina Pastora,



Fotos: João Andrade/Ascom Prefeitura de Divina Pastora.

Infonet - Cultura - Noticias - 19/10/2014.

Cerca de 120 mil pessoas participam de peregrinação
Homenagens à santa mobilizam sergipanos em visita a santuário

Foi encerrada no início da tarde deste domingo, 19, a peregrinação ao Santuário de Divina Pastora, realizada anualmente, sempre no terceiro domingo do mês de outubro. Os fiéis começaram a se concentrar em diversos pontos da SE 160, que liga os municípios de Riachuelo a Divina Pastora, na tarde do sábado, 18, e, por volta das 20h30, a Igreja Católica iniciou a procissão que percorreu a rodovia até a cidade de Divina Pastora, trecho que ficou conhecido como Rodovia dos Peregrinos.

De acordo com o balanço realizado pela Polícia Militar, cerca de 120 mil fiéis participaram da peregrinação ao Santuário de Divina Pastora, entre a tarde do sábado e a tarde deste domingo, 19. “Mais de 120 mil pessoas participaram da peregrinação, sem nenhuma alteração. Tudo transcorreu tranquilo desde a tarde do sábado, durante toda a madrugada e todo o dia de hoje (domingo, 19)”, observou o capitão Jorge Cirilo, que comandou o esquema realizado pela Polícia Militar para garantir a segurança e a ordem durante a manifestação religiosa.

De acordo com informações do prefeito Sylvio Maurício Cardoso (SD), de Divina Pastora, os peregrinos se concentraram em vários pontos da rodovia e, entre a noite do sábado, 18, e a madrugada do domingo, 19, juntaram-se aos fiéis que saíram em procissão após missa celebrada na Igreja de Riachuelo para seguir, andando, para a cidade de Divina Pastora. O prefeito participou da peregrinação pela primeira vez aos 17 anos, interrompeu por estar fora do Estado e, há nove anos, retomou à manifestação religiosa. “É algo belíssimo, foi um sucesso total em termo de organização, de segurança e de público”, comemorou.

A imagem da santa foi instalada em uma carroceria de madeira improvisada empurrada pelos fiéis que se revezaram durante o trajeto. A peregrinação foi instituída pelo então padre Luciano Cabral Duarte no ano de 1958, reunindo cerca de 50 jovens católicos para fazer a celebração religiosa, que acabou interrompida por alguns anos, mas foi retomada, posteriormente, em 1972, pelo padre Raimundo Cruz, que faleceu no mês de julho deste ano. Naquela época, D. Luciano já ocupava o cargo de arcebispo da Arquiodecese de Aracaju. Neste ano, a peregrinação foi articulada pelo padre Helelon Bezerra, que há cerca de quatro anos está à frente daquela paróquia.

A peregrinação ao Santuário de Divina Pastora foi reconhecida como Patrimônio Cultural Imaterial de Sergipe, por meio de decreto lei de número 28.884 assinado pelo governador Jackson Barreto (PMDB) no dia 9 de setembro deste ano. E, mais recentemente, o governador atendeu a mais uma reivindicação dos fiéis iluminando o trecho da rodovia, cuja obra foi inaugurada na sexta-feira passada, 17.

Por Cássia Santana.

Texto e imagem reproduzidos do site: infonet.com.br/cultura

Artesão sergipano traz técnica de Portugal para Sergipe


Publicado originalmente no site Lagartense, em 29/03/2014.

Artesão sergipano traz técnica de Portugal para Sergipe.

Com o MDF ele cria peças com formatos cada vez mais diferenciados. Caneta e papel são a base da criação das peças.

O artesão sergipano, Ronaldo Silva traz técnica de Portugal para Sergipe com o uso do material originado da madeira, o MDF. Ele cria peças que vão do simples porta-retratos a monumentos históricos de alguns países.

Com uma caneta e papel, Ronaldo inicia o processo de criação das peças. "Geralmente fazemos um esboço mais de uma vez até chegar o ponto que agrade definitivamente", fala o artesão.

Após a definição do desenho, as ideias são passadas para o computador. "Agora é o momento de utilizar a tecnologia com uma máquina de corte", descreve Ronaldo o processo inicial. Depois disso, todo o trabalho é manual.

"Tem peças que levam manhãs inteiras para serem concluídas, como da Torre Eiffel, em Paris, na França. Encontrar a curvatura do monumento foi um dos desafios", lembra.

A filha e a esposa do artesão também estão juntas nessa caminhada. "No começo era uma terapia. Mas com a aceitação popular os negócios só evoluíram", comenta a esposa do artesão, Viviane Martins. As peças custam de R$ 2 a R$ 100.

Texto e foto reproduzidos do site: lagartense.com.br

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Ex-Prefeito do Município de Aracaju

Ex-Prefeito do Município de Aracaju/SE.
Foto reproduzida do site: aracaju.se.gov.br

Ex-Prefeito do Município de Aracaju

Ex-Prefeito do Município de Aracaju/SE.
Foto reproduzida do site: aracaju.se.gov.br

Ex-Prefeito do Município de Aracaju

Ex-Prefeito do Município de Aracaju/SE.
Foto reproduzida do site: aracaju.se.gov.br

Ex-Prefeito do Município de Aracaju

Ex-Prefeito do Município de Aracaju/SE.
Foto reproduzida do site: aracaju.se.gov.br

Ex-Prefeito do Município de Aracaju

Ex-Prefeito do Município de Aracaju/SE.
Foto reproduzida do site: aracaju.se.gov.br

Ex-Prefeito do Município de Aracaju

Ex-Prefeito do Município de Aracaju/SE.
Foto reproduzida do site: aracaju.se.gov.br

Ex-Prefeito do Município de Aracaju

Ex-Prefeito do Município de Aracaju/SE.
Foto reproduzida do site: aracaju.se.gov.br

Ex-Prefeito do Município de Aracaju

Ex-Prefeito do Município de Aracaju/SE.
Foto reproduzida do site: aracaju.se.gov.br