domingo, 21 de maio de 2017

Fragmentos de Histórias Municipais e Outras Histórias


Publicado originalmente no Portal Infonet, em 16/09/2003.

Registro (ano 2003): Livro resgata histórias dos municípios sergipanos.

O acervo bibliotecário de Sergipe ficou mais rico... O Instituto Luciano Barreto Júnior publicou o livro “Fragmentos de Histórias Municipais e Outras Histórias”, que tem como conteúdo o trabalho do juiz federal Vladimir Souza Carvalho na reunião de artigos do itabaianense Sebrão, sobrinho, que foram publicados em diversos jornais aracajuanos, focalizando os mais diversos aspectos da história de vários municípios sergipanos.

O evento marca mais uma das façanhas literárias do juiz Vladimir, que tem trabalhos publicados desde 1971, quando do lançamento de seu livro de contos “Quando as Cabras Dão Leite”, seguido de, do mesmo gênero, “Mulungu Desfolhado”, em 1995. Na poesia o autor publicou, no ano de 1973 “Sinal Fechado Trânsito Verde”. No campo da história foram lançados “Santas Almas de Itabaiana Grande” em 1973, “O Caxangá na História de Itabaiana”, em 1976 e “A República Velha em Itabaiana”, em 2000. No direito, foram publicadas as obras “Da Justiça Federal e Sua Competência”, em 1980, “Competência da Justiça Federal”, já na sua 4ª edição, e Manual de Judicatura Aplicada, impresso em 1992. No campo do folclore, vieram as obras “Apelidos em Itabaiana” e “Advinhas Sergipanas”, lançados em 1996 e 1999 respectivamente.

O juiz e escritor Vladimir, que no momento prepara mais duas obras, concedeu entrevista para o Portal da InfoNet, falando um pouco desse seu último lançamento no campo literário.

 Por Gilton Lobo.

PORTAL INFONET - O que o leitor vai encontrar no livro “Fragmentos de Histórias Municipais e Outras Histórias”?
VLADIMIR - O leitor vai encontrar parte da história de alguns municípios sergipanos, como Itaporanga, Rosário do Catete e Ribeirópolis, e aspectos da história de alguns outros municípios, como Estância, Simão Dias, Lagarto, além de um retrato do mundo educacional sergipano, precisamente de Itabaiana, na década de trinta, em função das visitas do inspetor escolar e historiador Sebrão, sobrinho, as escolas estaduais dos povoados. Vai encontrar também outros trabalhos sobre aspectos isolados da história sergipana.

INFONET - Por que um livro reverenciando Sebrão, Sobrinho?
VLADIMIR - O livro não reverencia Sebrão, sobrinho. O livro é de Sebrão, sobrinho, se constituindo de artigos dele, divulgados em jornais das décadas de vinte, trinta e quarenta do século passado, artigos que, reunidos e sistematizados, resultaram num livro. A reverência que fazemos é aproveitar a passagem do trigésimo aniversário de sua morte para lançá-lo.

INFONET - Como foi colhido o material necessário para a confecção do livro?
VLADIMIR - A maioria do material estava em minhas mãos, por ter recebido do dr.Mário de Almeida Lobão, sobrinho da esposa de Sebrão, sobrinho, por ocasião da morte da tia, já viúva. O restante complementei na Biblioteca Pública Epifâneo Dórea. O difícil foi encontrar um digitar profissional para digitar todos os textos.

INFONET - Quais os seus futuros projetos no campo da literatura?
VLADIMIR - Tenho, sendo impresso no momento atual na Juruá Editora, de Curitiba/Paraná, o terceiro livro de contos, “Água De Cabaça”, estando trabalhando nos últimos retoques da quinta edição de “Competência da Justiça Federal, 1990, 1995, 1998 e 2000”, que a Juruá Editora patrocina desde a primeira edição.

Texto reproduzido do site: infonet.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário